Carregando...
Educação Superior

Capes prorroga mais de 12 mil bolsas de mestrado e doutorado

66

Mais de 12 mil bolsistas no país já tiveram os benefícios prorrogados por até três meses. A medida foi implementada pela Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes) no início de maio. A ação tem caráter excepcional e beneficia bolsistas que estão com o andamento das pesquisas prejudicado devido à pandemia causada pelo coronavírus.

As instituições de ensino superior são as responsáveis pelo pedido de prorrogação das bolsas. A solicitação pode ser realizada a qualquer momento e deve ser registrada no Sistema de Controle de Bolsas e Auxílios (SCBA) da Capes. As medidas de prorrogação foram publicadas na Portaria nº 55.

O presidente da Capes, Benedito Aguiar, destacou: “nosso esforço é justamente na direção de ajudar nossos bolsistas, dando mais tempo para concluírem com êxito suas pesquisas”.

Leonardo Domingues, aluno do programa de pós-graduação em meteorologia da Universidade de São Paulo (USP), teve o andamento da pesquisa afetado pelo isolamento social. Com a bolsa expirando em maio, a prorrogação vai permitir que ele tenha mais tempo para finalizar a tese. “Essa possibilidade me trouxe muita alegria e satisfação. Esta é uma etapa em que eu gostaria de escrever com calma e bastante atenção”, afirmou o aluno.

A Capes recomenda que as instituições prorroguem a duração das bolsas de mestrado e doutorado em que as atividades tenham sido prejudicadas com as restrições decorrentes do isolamento social. Durante o período de extensão do benefício, as cotas continuarão ocupadas no sistema e não poderão ser utilizadas para inclusão de outros bolsistas.

Para não prejudicar a avaliação dos programas de pós-graduação, a Capes também excluiu a variável de tempo de titulação da avaliação dos programas no quadriênio 2017-2020.Esforços – A prorrogação das bolsas de mestrado e doutorado no país é apenas uma das medidas da Capes para diminuir o impacto da Covid-19 na pós-graduação brasileira.

Desde o início da pandemia, a Capes prorrogou a duração de bolsas internacionais, financiou o retorno antecipado de pesquisadores ao Brasil, além de alterar prazos relacionados à avaliação.Para auxiliar os pesquisadores no combate ao vírus, a Capes lançou o Programa Estratégico Emergencial de Combate a Surtos, Endemias, Epidemias e Pandemias, com investimento de R$ 200 milhões, 2.600 bolsas de pesquisa para cursos das áreas de Saúde e Exatas, e apoio a até 87 projetos de pesquisa.

Fonte: Portal MEC

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *