Carregando...
Notícias

Educação para o mundo 4.0 demanda a associação de novas práticas de ensino e aprendizagem

Promoção de maior aprendizagem, da criatividade, da inovação e do empreendedorismo, por meio da associação de práticas de ensino e aprendizagem, baseadas na incorporação de tecnologias digitais e considerando as diferentes formas e necessidades de aprender dos estudantes. Essa é a visão da educação associada ao contexto da economia 4.0, que exige novas abordagens de ensinar e aprender, incluindo o desenvolvimento de competências socioemocionais.

Nesse sentido, o Governo Federal por meio da Secretaria de Educação Profissional e Tecnológica (Setec) do Ministério da Educação (MEC), busca desenvolver a Educação no mundo 4.0, visando solucionar desafios como o alinhamento entre a oferta de cursos e as demandas do setor produtivo; o fomento à formação tecnológica e ao empreendedorismo; e incentivos para a implementação do itinerário da Formação Técnica e Profissional (FTP) no ensino médio, além da atualização do Catálogo Nacionais de Cursos Técnicos e Superiores (CNCT e CNCST, respectivamente).

Espaços físicos estruturados com tecnologias para a prática do aprender fazendo (learnig by doing), criação de projetos orientados por demandas reais do setor produtivo, aperfeiçoamento de equipes multidisciplinares e multietárias são algumas das estratégias que o MEC desenvolve para fomentar a Educação no contexto do mundo 4.0. Além disso, o Governo Federal também trabalha em busca do credenciamento de novos polos de inovação com a Embrapii. Atualmente, existem 13 unidades Embrapii alocadas em institutos federais.

 

FONTE: Assessoria de Comunicação Social do MEC com informações da SETEC

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *