Carregando...
Educação Superior

Exame Nacional de Desempenho dos Estudantes acompanha o processo de aprendizagem do ensino superior

O Exame Nacional de Desempenho dos Estudantes (Enade) é uma avaliação submetida aos estudantes de cursos do ensino superior, aplicada com o intuito de avaliar o rendimento desses concluintes em relação aos conteúdos programáticos previstos nas diretrizes curriculares dos cursos, o desenvolvimento de competências e habilidades necessárias ao aprofundamento da formação geral e profissional, bem como o nível de atualização dos estudantes com relação à realidade brasileira e mundial.

O Enade é aplicado pelo Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep) desde 2004. O Exame, que foi instituído pela Portaria MEC nº 1606, de 1º de junho de 2004, integra o Sistema Nacional de Avaliação da Educação Superior (Sinaes), que também é composto pela Avaliação de Cursos de Graduação e pela Avaliação Institucional. As três avaliações, juntas, formam o tripé avaliativo que permite conhecer a qualidade dos cursos e das instituições de educação superior do Brasil.

O Exame é um componente curricular obrigatório e, por isso, é inscrito no histórico escolar do estudante apresentando apenas a situação regular com relação a essa obrigação.

O MEC define, anualmente, as áreas propostas pela Comissão de Avaliação da Educação Superior (Conaes) e a periodicidade máxima de aplicação do Enade em cada área é trienal. Além disso, o processo de aplicação do Enade é dividido em quatro etapas:

  • A primeira se dá com a aplicação da prova;
  • Na segunda etapa é aplicado o Questionário de Estudante, em que informações são levantadas com base nas características do perfil do estudante e o contexto de seus processos formativos;
  • A terceira etapa prevê um Questionário de Percepção de Prova, destinado a levantar informações que permitam aferir a percepção dos estudantes em relação à prova; e
  • Na última etapa é aplicado o Questionário do Coordenador de Curso, que objetiva levantar informações para caracterizar o perfil do coordenador de curso e o contexto dos processos formativos.

Fonte: MEC

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *