Carregando...
Artigo de Opinião

PROGRAMAS DE EXTENSÃO VOLTADOS PARA O ENVELHECIMENTO HUMANO – desafios para a educação superior

 

Dra. Suzana Schwerz Funghetto

Educadora Especial

 

Dra. Simone Abrantes

Enfermeira

 

Compreender o fenômeno do envelhecimento humano é um novo desafio para as instituições de educação superior no Brasil e no mundo. O  IBGE aponta que no Brasil no ano de 2060, um quarto da população (25,5%) deverá ter mais de 65 anos. Atualmente, essa proporção é de 9,2%. O chamado envelhecimento da população traz diversos desafios, entre eles, a promoção de uma maior qualidade de vida dessas pessoas.

De acordo com o último Censo da Educação Superior, publicado em 2018, pelo Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Anísio Teixeira (Inep), cresce o número de matrículas de pessoas que podem ser consideradas em processo de envelhecimento acima de 45 anos de idade:

Faixa Etária

Total de alunos matriculados

De 45 a 49 Anos

207.606

 

De 50 a 55 anos

113.992

 

De 55 a 59 Anos

 51.791

 

De 60 a 64 Anos

 18.971

 

De 65 Anos ou Mais

   7.792

 

Fonte: Inep, Censo da Educação Superior, 2018.

As instituições de educação superior precisam desenvolver novas metodologias para atender esse público estimulando a retomada e inserção na vida acadêmica e universitária para pessoas com mais de 45 anos, considerando que a convivência acadêmica, ampliação das relações sociais, debates colaborativos e valorização de saberes diversos contribuem para um envelhecimento ativo. Devem ainda, proporcionar uma transformação na vida das pessoas em duas dimensões o ensino e a extensão.

Nesse sentido os projetos de extensão para esses alunos, além de uma alternativa estratégica para promover a responsabilidade social, devem estimular a comunicação, a aprendizagem, as novas amizades, o compartilhamento de novos saberes e novas ideias, entendendo que as instituições de ensino são espaços de inserção social compartilhados por pessoas de diferentes perfis, idades, sonhos e trajetórias.

Sabemos que sempre temos o que aprender, pois aprender movimenta a vida. Os Projetos de Extensão, que tratam do tema do envelhecimento e da inserção social de pessoas com mais de 45 anos, são programas onde o aprender e o ensinar misturam-se às diversas histórias de vida.

As propostas de formação incluem visitas a museus, cinemas, teatros e viagens organizadas a partir de temáticas estudadas em sala de aula.

Os programas de extensão podem prever também matrícula especial para a comunidade em tópicos que serão desenvolvidos por docentes envolvidos com os temas propostos. O programa deverá ser contínuo, ou seja, a cada semestre a matrícula é renovada e novos temas serão abordados nos encontros.

  • Inclusão Social do Idoso. Contexto histórico, econômico, político, cultural e tecnológico da contemporaneidade.
  • Manutenção das habilidades e competências sociais e cognitivas do idoso de forma a fortalecer e criar novas redes e contatos sociais.
  • Proporcionar a manutenção e/ou resgate do exercício de autonomia e cidadania.
  • Constituir-se enquanto espaço de prevenção e promoção de saúde e qualidade de vida.
  • Constituir-se em oportunidade de consolidação dos pressupostos sociais e finalidades institucionais em uma concepção de trabalho inter e transdisciplinar.

Exemplo de proposta articulada de ensino e extensão voltada para o envelhecimento:

DISCIPLINAS

OBJETIVO

CARGA HORÁRIA

Educação em Saúde

Debater principais adoecimentos na terceira idade e os modos de prevenção. Envelhecimento saudável. Sexualidade na terceira idade.

20

A Vida nas Redes Sociais

Como lidar com as redes sociais. Interação digital. Como lidar com a tecnologia.

20

Cinema e Debate

Aborda filmes diversos e promove debates culturais sobre temas da vida. Promove idas ao cinema ou teatro para debater sobre as atividades.

20

Primeiros Socorros

Prevenção de acidentes na terceira idade. Principais causas dos acidentes e como preveni-los.

20

História da Arte

Debate aspectos relevantes na história do mundo com ênfase na cultura brasileira. Promove encontros e viagens programadas dependendo do tema estudado.

20

Oficina da Memória

Como funciona a memória e quais as atividades para estimular o funcionamento do cérebro.

20

Movimento e Mobilidade

Atividades físicas que estimulam o movimento, exercícios para fazer em casa. Como manter o corpo em movimento.

20

Espiritualidade

Discutir as diferentes correntes da espiritualidade e a importância disso na vida das pessoas.

20

Musicalidade

Músicas contemporâneas e canto.

20

 

Envelhecer na educação superior significa ampliar a inserção acadêmica e social, retomar o cotidiano de encontro entre a academia e a rotina vivida, aprender por meio da valorização das histórias de vida, estimular novos aprendizados para garantir a tão sonhada longevidade saudável.

 

Velho-estudando

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *