Carregando...
Notícias

Segunda etapa do Revalida 2021 será em 18 e 19/12

O Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep) publicou, nesta segunda-feira, 22 de novembro, o Edital n.º 72/2021, referente à realização da segunda etapa do Exame Nacional de Revalidação de Diplomas Médicos Expedidos por Instituição de Educação Superior Estrangeira (Revalida) 2021. A aplicação da prova de habilidades clínicas ocorrerá nos dias 18 e 19 de dezembro, nas seguintes cidades brasileiras: Aracaju (SE), Belém (PA), Belo Horizonte (MG), Brasília (DF), Campina Grande (PB), Campo Grande (MS), Curitiba (PR), Fortaleza (CE), Florianópolis (SC), Goiânia (GO), João Pessoa (PB), Maceió (AL), Manaus (AM), Niterói (RJ), Pelotas (RS), Porto Alegre (RS), Salvador (BA), São Luís (MA), São Paulo (SP), Santa Maria (RS), Teresina (PI) e Uberlândia (MG). O período de inscrição será de 24 a 28 de novembro, por meio do Sistema Revalida.

O Instituto disponibilizou 7.280 vagas para o exame, distribuídas entre as 22 cidades de aplicação. Pode se inscrever para a prova de habilidades clínicas o médico aprovado na primeira etapa do Revalida 2021, assim como o participante aprovado na primeira etapa e reprovado na segunda do Revalida 2020, conforme o Edital n.º 66/2020.

No momento da inscrição, o participante deve informar o número do CPF e a senha cadastrada no portal gov.br; confirmar os dados informados na inscrição da primeira etapa do exame; indicar a cidade onde deseja realizar a segunda etapa do Revalida 2021; solicitar atendimento especializado, se necessário, conforme previsto no edital; e conferir se os dados informados estão corretos. As alterações dos dados cadastrais e do local de provas serão permitidas apenas durante o período de inscrição, conforme descrito no edital. As inscrições somente serão confirmadas após o processamento do pagamento da taxa, que deve ser realizado até 1º de dezembro.

Segunda etapa – A prova de habilidades clínicas é estruturada em um conjunto de dez estações, realizada em dois dias de aplicação. Em cada estação, o participante deverá realizar tarefas específicas das cinco grandes áreas de exercício profissional: clínica médica, cirurgia, ginecologia e obstetrícia, pediatria e medicina da família e comunidade – saúde coletiva.

A avaliação envolve situações-problema e apresentação de casos, tendo como referência os conteúdos, habilidades e competências dos cinco grandes eixos da formação e do exercício profissional, bem como os objetos descritos na Matriz de Referência do Revalida, publicada pela Portaria Inep n.º 540, de 17 de setembro de 2020.

Revalida – Aplicado pelo Inep desde 2011, o Revalida busca subsidiar a revalidação, no Brasil, do diploma de graduação em medicina expedido no exterior. As referências do exame são os atendimentos no contexto de atenção primária, ambulatorial, hospitalar, de urgência, de emergência e comunitária, com base na Diretriz Curricular Nacional do Curso de Medicina, nas normativas associadas e na legislação profissional.

O Revalida é composto por duas etapas (teórica e prática) que abordam, de forma interdisciplinar, as cinco grandes áreas da medicina: clínica médica, cirurgia, ginecologia e obstetrícia, pediatria e medicina da família e comunidade (saúde coletiva). O objetivo do exame é avaliar as habilidades, as competências e os conhecimentos necessários para o exercício profissional adequado aos princípios e necessidades do Sistema Único de Saúde (SUS). O ato de apostilamento da revalidação do diploma é atribuição das universidades públicas que aderirem ao instrumento unificado de avaliação representado pelo Revalida.

Confira o edital da segunda etapa do Revalida 2021

Acesse o Sistema Revalida

Saiba mais sobre o Revalida

FONTE: Assessoria de Comunicação Social do MEC com informações do Inep

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *